IMPOSTOS EM SÃO PAULO

segunda-feira, 28 de junho de 2010

terça-feira, 22 de junho de 2010

ROMANCISTA, ANALFABETA, BENZEDEIRA, PREMIADA E CONSAGRADA NACIONALMENTE...ESTA É MILITANA SALUSTINO...OUTRA IMORTAL

BIOGRAFIA MILITANA SALUSTINO DO NASCIMENTO  D.Militana nasceu no povoado de Barreiros, atualmente Santo Antônio do Potengí e foi criada no Sítio Oiteiro, Município de São Gonçalo do Amarante, no dia 19 de março de 1925, filha do Mestre do Fandango Sr. Atanásio Salustino do Nascimento e Maria Militana do Nascimento. Aos sete anos já trabalhava no roçado, plantando mandioca e feijão. Apesar de analfabeta e de ser proibida de cantar pelo seu pai, foi na lida que ela memorizou os romances que atualmente canta e declama, os quais segundo estudiosos são originários da Península Ibérica, característicos do Século XVII. O folclorista e pesquisador Deífilo Gurgel em 1975 conheceu o pai de D. Militana e, após seu falecimento, em 1991 procurou a família para dar continuidade a sua pesquisa. Foi quando descobriu D. Maria José, nome desejado por sua mãe, mas batizada oficialmente de Militana. Até então D. Militana era desconhecida como Romanceira, pois a comunidade de Oiteiro e de São Gonçalo a conhecia como a benzedeira e rezadeira D. Maria José DO SÍTIO OITEIRO. Gosta de ser chamada Maria José por não gostar de seu nome e também por homenagear o santo de sua devoção. Quando afirma: “Nasci no dia de São José, a maré estava vazando e a lua minguante. Tenho sorte?” faz referência ao dia do seu nascimento. No início dos anos 90, a cultura popular são-gonçalense e norte-rio-grandense ganhou um de seus principais expoentes: D. Militana. O seu romance cantando à capela é objeto de pesquisa de alunos e professores das Universidades e de pesquisadores da Cultura Popular, como o próprio Deífilo Gurgel, Dácio Galvão e o Pernambucano Antônio Nóbrega, que durante homenagem ao Mestre Câmara Cascuda, no Teatro Brincante, São Paulo, além de apresentarem-se lhes teceu homenagens.Dois documentários foram destaque: um da Professora Ivanilda Pinheiro da Costa, intitulado “A Romanceira do Oiteiro” , resultado do trabalho “Inventário das Manifestações Culturais do Rio Grande do Norte”, UFRN, e o outro sobre Luis da Câmara Cascudo realizado pela Casa da Indústria com participação especial de D. Militana. Sua biografia também foi mostrada em vídeo por Dácio Galvão, intitulado “Auto Retrato”. Com o título “Romanceira do Oiteiro” D. Militana foi de fato a grande divulgadora da nossa Cultura Popular por todo Brasil. Além de sua terra já fez apresentações em Natal, Aracajú, Paraíba, Mossoró, São Paulo (Projeto Mostra Brasil – SESC- Ipiranga /SP; Teatro Brinque) e Brasília, onde sempre é aplaudida de pé. Em 1999, a Prefeitura Municipal de São Gonçalo do Amarante, através da Secretaria Municipal de Educação e Cultura realiza um projeto denominado “ SÃO GONÇALO MOSTRA SUA ARTE” com objetivo de resgatar sua história e suas tradições culturais através das artes. Um dos resultados deste projeto foi o lançamento do CD SONGA também dá CÔCO, conservando letras, ritmos, contos, danças, músicas e os romances de D. Militana.
PREMIOS:
Já recebeu várias homenagens no Estado e uma delas a do IV Prêmio Pedro Guajiru de Cultura Popular em 2002, durante as comemorações dos 42 anos de emancipação política de São Gonçalo do Amarante, na gestão do Prefeito Francisco Potiguar Cavalcanti Júnior e da Secretária de Educação e Cultura Maria Tereza de Oliveira. No entanto, sua obra mais completa está registrada no CD Livro “Cantares”, com 54 faixas, acompanhado de um encarte com mais de 100 páginas que apresenta as transcrições dos romances cantados realizado pela Fundação Hélio Galvão. O disco, que foi lançado em 2002 pelo projeto Nação Potiguar e contou com a participação de nomes consagrados como o pernambucano Antônio Nóbrega, o maestro da Orquestra Sinfônica do RN Oswaldo D’amore, o sanfoneiro cearense Waldonys, Jubileu Filho e Beethoven, Mestre Salustiano, Gereba, Mingo Araújo, Luismário, oca Costa, Dolores Portela, Euzébio Macaíba, Carlos Zens, João Omar e outros. D. Militana leva uma vida bastante simples, cercada de santos, mangueiras, todos os filhos e netos. Devota de Santo Antônio, Frei Damião e Padre Cícero do Juazeiro. Atualmente D. Militana leva uma vida bastante simples, cercada de santos, mangueiras, todos os filhos e netos. Devota de Santo Antônio, Frei Damião e Padre Cícero do Juazeiro. Está aposentada como trabalhadora rural, com problemas de saúde e vive com sua filha Benedita e netos. Em 2005, no dia 8 de novembro, D. Militana é consagrada nacionalmente. É a primeira e única rio-grandense do norte a ser agraciada com a Medalha de Ordem ao Mérito Cultural do Ministério da Cultura, instituída pelo MinC, em 1995, por decisão do presidente Fernando Henrique Cardoso. Com esta comenda, o governo retoma uma antiga tradição brasileira que vem desde o Segundo Reinado. Em Brasília D. Militana quebrou o Protocolo cantando durante a solenidade e recebeu das mãos do Presidente Lula a condecoração, uma das mais importantes e concedidas pelo governo federal. Na oportunidade, o ministro Gilberto Gil e o presidente homenagearam 34 personalidades que contribuem e contribuíram com a cultura brasileira. Dona Militana esteve ao lado de grandes nomes como o diretor de teatro Augusto Boal, o cantor e compositor João Gilberto, o cineasta José Mojica Marins (Zé do Caixão) e a cantora Maria Betânia. Visivelmente orgulhosa pela homenagem prestada pelo Ministério da Cultura, Dona Militana embaralhou-se na hora de receber a medalha das mãos de Lula.
Em 2006, Lílian de Oliveira Rodrigues defende sua Tese de Doutorado intitulada “A VOZ EM CANTO: DE MILITANA A MARIA JOSÉ, UMA HISTÓRIA DE VIDA” pela Universidade Federal da Paraíba. Nos seus 85 anos de idade D. Militana criou sete (7) dos vinte (20) filhos que teve e por motivo de saúde reside atualmente com sua filha Benedita no loteamento ( bairro) de Santa Terezinha em São Gonçalo do Amarante. D. Militana faleceu aos 85 anos na casa de sua filha Benedita à moda antiga, cercada de filhos, netos, bisnetos e tataranetos no dia 19 de junho de 2010. Seu velório foi no Teatro Municipal de São Gonçalo do Amarante e seu sepultamento no Cemitério Público Municipal. São Gonçalo do Amarante, 21 de junho de 2010.
Maria Tereza de Oliveira
Presidente da Comissão Sãogonçalense de Folclore
Secretária da Comissão Norteriograndense de Folclore
Blogger SOS DIREITOS HUMANOS disse...
DENÚNCIA: SÍTIO CALDEIRÃO, O ARAGUAIA DO CEARÁ – UMA HISTÓRIA QUE NINGUÉM CONHECE PORQUE JAMAIS FOI CONTADA
“As Vítimas do Massacre do Sítio Caldeirão
têm direito inalienável à Verdade, Memória,
História e Justiça!” Otoniel Ajala Dourado
O MASSACRE DELETADO DOS LIVROS DE HISTÓRIA
No município de CRATO, interior do CEARÁ, BRASIL, houve um crime idêntico ao do “Araguaia”, foi a CHACINA praticada pelo Exército e Polícia Militar em 10.05.1937, contra a comunidade de camponeses católicos do SÍTIO DA SANTA CRUZ DO DESERTO ou SÍTIO CALDEIRÃO, cujo líder religioso era o beato “JOSÉ LOURENÇO GOMES DA SILVA”, paraibano negro de Pilões de Dentro, seguidor do padre CÍCERO ROMÃO BATISTA, encarados como “socialistas periculosos”.
O CRIME DE LESA HUMANIDADE
O crime iniciou-se com um bombardeio aéreo, e depois, no solo, os militares usando armas diversas, como metralhadoras, fuzis, revólveres, pistolas, facas e facões, assassinaram na “MATA CAVALOS”, SERRA DO CRUZEIRO, mulheres, crianças, adolescentes, idosos, doentes e todo o ser vivo que estivesse ao alcance de suas armas, agindo como juízes e algozes. Meses após, JOSÉ GERALDO DA CRUZ, ex-prefeito de Juazeiro do Norte/CE, encontrou num local da Chapada do Araripe, 16 crânios de crianças.

A AÇÃO CIVIL PÚBLICA PROPOSTA PELA SOS DIREITOS HUMANOS

Como o crime praticado pelo Exército e Polícia Militar do Ceará é de LESA HUMANIDADE / GENOCÍDIO é IMPRESCRITÍVEL conforme legislação brasileira e Acordos e Convenções internacionais, a SOS DIREITOS HUMANOS, ONG com sede em Fortaleza – CE, ajuizou em 2008 uma Ação Civil Pública na Justiça Federal contra a União Federal e o Estado do Ceará, requerendo: a) que seja informada a localização da COVA COLETIVA, b) a exumação dos restos mortais, sua identificação através de DNA e enterro digno para as vítimas, c) liberação dos documentos sobre a chacina e sua inclusão na história oficial brasileira, d) indenização aos descendentes das vítimas e sobreviventes no valor de R$500 mil reais, e) outros pedidos
A EXTINÇÃO SEM JULGAMENTO DE MÉRITO DA AÇÃO
A Ação Civil Pública foi distribuída para o Juiz substituto da 1ª Vara Federal em Fortaleza/CE e depois, para a 16ª Vara Federal em Juazeiro do Norte/CE, e lá em 16.09.2009, extinta sem julgamento do mérito, a pedido do MPF.
RAZÕES DO RECURSO DA SOS DIREITOS HUMANOS PERANTE O TRF5
A SOS DIREITOS HUMANOS apelou para o Tribunal Regional da 5ª Região em Recife/PE, argumentando que: a) não há prescrição porque o massacre do SÍTIO CALDEIRÃO é um crime de LESA HUMANIDADE, b) os restos mortais das vítimas do SÍTIO CALDEIRÃO não desapareceram da Chapada do Araripe a exemplo da família do CZAR ROMANOV, que foi morta no ano de 1918 e a ossada encontrada nos anos de 1991 e 2007;
A SOS DIREITOS HUMANOS DENUNCIA O BRASIL PERANTE A OEA
A SOS DIREITOS HUMANOS, como os familiares das vítimas da GUERRILHA DO ARAGUAIA, denunciou no ano de 2009, o governo brasileiro na Organização dos Estados Americanos – OEA, pelo DESAPARECIMENTO FORÇADO de 1000 pessoas do SÍTIO CALDEIRÃO.
QUEM PODE ENCONTRAR A COVA COLETIVA
A “URCA” e a “UFC” com seu RADAR DE PENETRAÇÃO NO SOLO (GPR) podem localizar a cova coletiva, e por que não a procuram? Serão os fósseis de peixes do “GEOPARK ARARIPE” mais importantes que os restos mortais das vítimas do SÍTIO CALDEIRÃO?
A COMISSÃO DA VERDADE
A SOS DIREITOS HUMANOS busca apoio técnico para encontrar a COVA COLETIVA, e pede que o internauta divulgue a notícia em seu blog/site, bem como a envie para seus representantes no Legislativo, solicitando um pronunciamento exigindo do Governo Federal a localização da COVA COLETIVA das vítimas do SÍTIO CALDEIRÃO.
Paz e Solidariedade,
Dr. Otoniel Ajala Dourado
OAB/CE 9288 – 55 85 8613.1197
Presidente da SOS – DIREITOS HUMANOS
Editor-Chefe da Revista SOS DIREITOS HUMANOS
Membro da CDAA da OAB/CE
http://www.sosdireitoshumanos.org.br
sosdireitoshumanos@ig.com.br
http://twitter.com/REVISTASOSDH
27 de junho de 2010 17:59

segunda-feira, 21 de junho de 2010

MUNICÍPIO QUE EDUCA_ PROJETO DO INSTITUTO PAULO FREIRE- Programa Educação para a Cidadania Planetária

Par quem não conhece, a Sheila Ceccon, foi nossa colega no curso de  Pós Graduação na disciplina que gerou este BLOG: EDUCAÇÃO SOCIOAMBIENTAL do Instituto de GEOCIÊNCIAS DA UNICAMP . Atualmente está num projeto interessantíssimo no INSTITUTO PAULO FREIRE. Vejam a carta que nos enviou: " Venho pedir seu apoio para "disseminarmos" o /Programa Município que  Educa/, aqui do Instituto Paulo Freire, onde atuo desde março. O programa tem uma rede social virtual  (* www.municipioqueeduca.org * )   e existe um local onde podem ser inseridas experiências relacionadas ao  objetivo do programa: extender a educação no tempo e no espaço, fazendo  com que diferentes atores e setores da sociedade assumam sua  co-responsabilidade na formação de crianças e jovens. O lugar onde  vivemos nos educa - a cidade, a periferia, o campo, as pessoas e os  espaços, intencionalmente ou não. A proposta é que todos coloquem  intencionalidade educativa em suas ações, pensem de que forma impactam  ou podem impactar a formação dos meninos e meninas da comunidade onde vivem. Enfim, aguardo seu retorno.Um abração Sheila
Sheila Ceccon _ Instituto Paulo Freire
55 (11) 3021-5536
sheila@paulofreire.org
www.paulofreire.org
Programa Educação para a Cidadania Planetária'Programa Município que Educa'
Em tempo: Não deixem de assistir aqui no BLOG " A MAIS GRANDE FLOR DO MUNDO" animação adaptada do livro de José Saramago: A MAIOR FLOR DO MUNDO que tem tudo a ver com este universo  que estamos vivendo.
Abraços Odila Fonseca

sexta-feira, 18 de junho de 2010

QUANDO A MORTE "PEGA" DE SURPRESA UM VELHINHO DE 87 ANOS. O QUE ÊLE ESTAVA FAZENDO? TRABALHANDO O PENSAMENTO NO SEU ÚLTIMO LIVRO ! FICOU INCOMPLETO !!!

 Sexta-feira, 18 de Junho de 2010

A última entrada de Outros Cadernos de Saramago «Acho que na sociedade actual nos falta filosofia. Filosofia como espaço, lugar, método de refexão, que pode não ter um objectivo determinado, como a ciência, que avança para satisfazer objectivos. Falta-nos reflexão, pensar, precisamos do trabalho de pensar, e parece-me que, sem ideias, não vamos a parte nenhuma.» Último post (que recupera uma entrevista de Saramago)   no blogue Outros Cadernos de Saramago.

Assim nos deixou este grande pensador. Certa vez êle comentou sobre suas aventuras como BLOGUEIRO . Dizia êle que superou todas as suas expectativas, sobretudo pelas respostas e a franqueza das expressões ..." COMO SE ESTIVESSEMOS ENTRE COLEGAS." Assim me sinto.

Uma das razões que mantem este BLOG vivo.

P.S.: Sua mulher e companheira, Pilar Del Río, deve ter postado este trecho de sua entrevista em seu BLOG: "Outros Cadernos de Saramago". Como um homem e cidadão do mundo,vais ver e saber que criastes milhares e milhões de SARAMAGOS. Um outro beijo, Odila Fonseca

COMENTÁRIO :
1-Anna Fonseca disse...
Bem pertinente esse último post dele. Concordo em gênero, número e grau. A ciência e seus objetivos podem ser importantes. Mas a Filosofia é necessária, é constitutiva de nossa humanidade.
Bem pertinente esse último post dele. Concordo em gênero, número e grau. A ciência e seus objetivos podem ser importantes. Mas a Filosofia é necessária, é constitutiva de nossa humanidade.
19 de junho de 2010 13:22
Excluir
Blogger Tecelã disse...
Toda homenagem a este escritor/pensador é merecida.
Numa sociedade onde a juventude é cultuada acima de tudo, a lucidez e generosidade de pessoas como Saramago - e Boaventura de Sousa Santos, também português - devem ser anunciadas aos 4 ventos.
UM CONTO DE SARAMAGO 
A FLOR MAIS GRANDE DO MUNDO
http://www.youtube.com/watch?v=-KTL94Rl7CI&feature=player_embedded

sexta-feira, 11 de junho de 2010

RONDONIA E SEUS JOVENS NA CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DO MEIO AMBIENTE

Alunos de Rondônia são destaques na Conferência Internacional de Meio Ambiente  
Sexta-Feira , 11 de Junho de 2010 - 15:26
No encerramento da Conferência Internacional Infantojuvenil de Meio Ambiente – “Vamos Cuidar do Planeta” –, realizada na quinta-feira (10), no Museu da República em Brasília, o aluno Anthony Enrik, da Escola Auta Raupp de Cacoal, juntamente com a aluna Irina, da Angola, foram os escolhidos para serem os mestres de cerimônia de encerramento do evento. “Essa foi uma experiência maravilhosa, ser escolhido entre tantos países e tantas delegações para conduzir a cerimônia é algo sem comparação”, disse Anthony.
No encerramento da Conferência, os participantes de 53 países entregaram a carta de responsabilidade “Vamos Cuidar do Planeta” ao Ministro da Educação Fernando Haddad. “Nesta carta foram elaboradas propostas para a melhoria do nosso planeta, atendendo a necessidade de cada país. Os problemas que temos aqui são diferentes dos problemas de outros continentes”, afirmou João Carlos, aluno da Escola Auta Raupp, que foi representando a região norte na Conferência.
Hoje os alunos retornam para Cacoal, mas levam na bagagem a experiência de conviver com pessoas de diferentes culturas. “Eram muitas pessoas que falavam outras línguas, mas conseguíamos nos entender e até aprendemos algumas palavras. Agora vou pra minha cidade e repassar tudo o que aprendi e juntos com meus amigos promover um mutirão para limpar a escola. Se cada uma fizer sua parte, por menor que seja, ajudará muito”, ressaltou João Carlos.
“Eram diversas culturas, com uma única preocupação, brigando por um único objetivo, a preservação do nosso planeta. Salvar esse nosso bem maior”, lembrou Anthony.
Principais tópicos da carta “Vamos Cuidar do Planeta”
1. Sensibilizar e informar as pessoas sobre o uso eficiente e responsável da água, energia e recursos biológicos e minerais, melhorando os hábitos de consumo, nossos e de todos.
2. Reduzir, a fim de deter, a poluição da água, com o apoio e a ação de governo, empresas, agricultores e outros.
3. Informar e estimular as pessoas para que reduzam a emissão de gases de efeito estufa, por meio do uso de todas as energias renováveis acessíveis e disponíveis, contando com o apoio do governo, quando possível, em ações executáveis que todos nós possamos colocar em prática.
4. Estimular uma agricultura sustentável, consciente e menos impactante social e ambientalmente, sem agrotóxicos e transgênicos, promovendo a educação no campo para colocar em prática
formas mais eficientes do uso dos recursos, garantindo a segurança alimentar e, em alguns países, evitando queimadas durante a preparação dos campos.
5. Cuidar do meio ambiente, fortalecendo e aprofundando projetos educacionais, investindo na participação dos jovens e em sua capacidade de decisão, informando-os sobre a educação ambiental, exigindo que seja respeitada, transformando comunidades e escolas em comunidade de aprendizagem.
6. Criar grupos ecológicos junto às comunidades que protejam, preservem e valorizem a biodiversidade, cuidando dos ecossistemas para contribuir para a sustentabilidade da biosfera, reduzindo o desperdício e usando os recursos naturais de forma racional.
7. Fomentar o consumo adequado e a política dos 5R (refletir, recusar, reduzir, reutilizar e reciclar) por meio da propaganda informativa, adotando tal política para a vida cotidiana e assim constituindo sociedades e estilos de vida sustentáveis.
8. Reduzir o uso de energias impactantes, conscientizando e mobilizando a sociedade sobre o uso de meios de transporte ecológicos, respeitando as mudanças que essas novas atitudes trarão.
9. Implementar perspectivas e valores ambientais, melhorando o ponto de vista das pessoas para estimular uma cidadania ativa
A Carta pode ser assinada no endereço: http://www.vamoscuidardoplaneta.net/

quarta-feira, 2 de junho de 2010

A DEFICIENCIA E AS DIFERENÇAS ENTRAM NAS AGENDAS ELEITORAIS_"CIDADE ACESSÍVEL É UM DIREITO HUMANO"

Quando estive aí,em Jonville, durante o campeonato estadual sul de bocha para PARALISADOS CEREBRAIS, achei que vocês iriam chegar onde estão chegando. ESTA É DE FATO A SELEÇÃO CANARINHO...que através do Esporte Adaptado,conseguiu a inclusão,de crianças com a Fundação da ESCOLA DO CEPE - O CEPINHO_Participam da implantação de POLITÍCAS PÚBLICAS. São CO-GESTORES PÚBLICOS .Mereceram o reconhecimento da SECRETARIA NACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS-LIGADA  A PRESIDENCIA DA REPÚBLICA
Amigos e amigas,um abraço carinhosa-mente.Odila Fonseca 

Governo Federal escolhe Joinville para projeto de acessibilidade

Joinville (01/06/2010) - Secretaria de Comunicação (Prefeitura Municipal de Joinville)
A Secretaria Nacional dos Direitos Humanos, ligada à Presidência da República, lançou nesta terça-feira (1º/6) um importante desafio para Joinville. A cidade foi escolhida junto com outras cinco de todo o país, Goiânia (GO), Rio de Janeiro (RJ), Fortaleza (CE), Uberlândia (MG), Campinas (SP) e Fortaleza (CE), para a execução do Projeto "Cidade Acessível é Direitos Humanos"
Honrado, mas ciente da responsabilidade diante de tamanho desafio, o prefeito Carlito aproveitou a visita da representante do governo federal e oficializou a criação de um Comitê Gestor, grupo que atuará com o objetivo de criar ações para o desenvolvimento e fortalecimento do Projeto "Cidade Acessível é Direitos Humanos" na cidade.Uma solenidade reuniu diversos secretários municipais e integrantes de uma série de grupos ligados à acessibilidade em Joinville. Na ocasião, foi assinado de um Termo de Cooperação entre o Governo Federal e a Prefeitura de Joinville. O objetivo deste Termo é o compromisso do desenvolvimento de ações para implantação do projeto do Governo Federal "Cidade Acessível é Direitos Humanos" em Joinville.Ana Beatriz The Praxedes, representante da Secretaria Nacional dos Direitos Humanos, que veio a Joinville conhecer uma das cidades que fará parte do projeto, afirma ter se surpreendido com o envolvimento e comprometimento do poder público com a proposta da acessibilidade. "O prefeito está de parabéns pela eficiência e rapidez com que tomou as decisões e atitudes", destacou.
Para o prefeito, o projeto é um grande desafio. "É uma verdadeira mudança de atitude, de postura, necessária para toda a comunidade",acrescentando que esse tema deve ser debatido constantemente. "Faremos o possível, vontade política não falta?, finalizou.
Contato:Fernanda Thiesen Jornalista Gabinete do Prefeito

http://raposasdosul.blogspot.com/
CEPE/FELEJ/AZZO/ RAPOSAS DO SUL
Como sempre nos fala nossa técnica Ana Maria Teixeira - "Página virada!", é assim que inicio este texto, com página virada, e rumo a novos desafios. A vitória da última semana, foi um exemplo de superação...a-feira, 2 de junho de 2010
Na data os atletas do BCR CEPE/FELEJ/AZZO RAPOSAS DO SUL, CEPINHO, ATLETISMO CEPE, PROESA Natação CEPE, além de Coodenadoeres das modalidades e pais dos futuros atletas paraolímpicos também estiveram presentes. É uma vitória não só para o esporte paraolímpico, mas também a toda população Joinvillense. Fazer parte de um grupo seleto e escolhido pela Secretaria Nacional dos Direitos Humanos, ligada à Presidência da República, para nos tornar referência em acessibilidade só nos traz alegrias. Para tanto posto esta notícia com muito orgulho em ser Joinvillense! Forte abraço a todos,Velho 

MEMÓRIA DO BLOG: Miguel Nicolelis, um dos maiores cientistas,pesquisadores e neurocientista trabalha com a MEMÓRIA.Este vídeo é antigo. Mas começam a ser colocados os conceitos para a sociedade. Quem viu AVATAR saberá identifcar a busca por um novo corpo e MENTE, RELIGADO a BIOSFERA. Fica para geração CEPINHO.

 miguel nicolelis:ver no Google